quinta-feira, 4 de março de 2010

"Carência afetiva TEM CURA!"

Quem, em algum momento, já não teve a tal carência afetiva?


Eu acredito que todos nós. E quem ainda não teve, certamente vai passar por esse momento de fragilidade. Quando estamos carentes parece que nos falta algo, é uma sensação de vazio enorme. E essa carência afetiva tende a nos levar para a compulsão,ao consumo supérfluo,ao vício.

No meu caso,muito das vezes em que me senti carente,comprei horrores,e o pior é que não usava nada do que comprava, e acabava dando aquilo tudo para alguém.Sem contar quando preenchia esse vazio com Danoninho.Comia até encher o bucho!
Não sei o que era pior, sair comprando tudo e se afundar nas dívidas, ou encher o bucho de danoninho, engordar e ficar além de carente,muito deprimida.

Concluindo: Acabei no divã de um analista,entendi o que sentia,preenchi esse vazio e me vi curada.



Hoje eu posso dizer:Se esse é o seu caso, busque dentro de você o que lhe falta, se ver que não está conseguindo, não sinta vergonha, procure ajuda especializada, peça por socorro!O importante é você aceitar, e estar consciente de seus próprios sentimentos. Não importa o tanto de amor e carinho que você receba de outra pessoa,isso não é o suficiente para curar suas feridas interiores,pois o único remédio eficaz, é entender e superar o que aconteceu.



Muitos trazem isso da infância...
A infância de pessoas carentes geralmente foi privada de amor, carinho ou atitudes mais afetivas, e isso na fase adulta lhe atrai relacionamentos confusos e insatisfatórios.

Mas isso tem cura, pode apostar! Precisamos perceber a noção do que realmente importa, e não apenas viver num mundinho onde tudo o que fazemos nos induz somente a ter cada vez mais!

Beijinhos...

22 comentários:

  1. Que belo desabafo!!!
    Voce ta certa temos que buscar ajuda mesmo,guardar so pra gente nao resolve nada,parabens pela iniciativa e por dividir aqui!!!

    http://deysejoyceblog.blogspot.com/

    Bjins

    ResponderExcluir
  2. Nussssss!!!!escreveu pra mim né???sabia!!!!rs
    Arrazooo no post ando bem assim enchendoo bucho!!!Gorda que só!!!e...deprimida,sem coragem de ficar com ninguem por vergonha do corpictcho...mas...hj dei um passo em dreção a luz!!!Entrei na acadeimia mas...ja tentei outras vezes e acabei abandonndo o barco....te conto as cenas dos proximos capitulos...bjssss
    www.badulaquesdadriks.blogspot.com
    www.momentosdadriks.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. Eu vivo no divã! Há mais ou menos 8 anos, precisei procurar um profissional que me ajudasse com meus sentimentos mais aflitos e confusos. Depois disso, nunca mais parei. Tá certo que hj faço com uma frequência mínima, mas adoro! Assim, tento curar minhas feridas passadas e as atuais!
    Bjo

    http://futilidadesqueamamos.blogspot.com

    ResponderExcluir
  4. olá
    amiga passando para agradecer e pedirpara vc divulgarmeu sorteio,
    bjs

    http://byalcione.blogspot.com/2010/03/sorteio-adaptador-bluetooth.html

    ResponderExcluir
  5. Olá..To lendo um livro e quero te indicar...chama-se DE VOLTA AO MEU LUGAR - de Vera Peirão, editora RR donnelley e Scortecci- voce encontra no site da Livraria Antroposofica... acho que todas as mulheres deveriam ler...para esse momento que voce ta passando tenho certeza vai ser fantastico...veja a resenha dele no site da livraria..Beijos..

    ResponderExcluir
  6. Carol , sempre bom contar com apoio profissional em momentos complexos ... seja lá em que area for.

    bj e bom fim de semana

    ResponderExcluir
  7. Adorei o post!

    Quem nunca passou por isso?! Estou um tanto assim estes dias, cutuquei o maridão e pedi mais atenção ele deu... mas ainda não esta completo, esta faltando algo. Até sei de onde vem minha carência, ando frustrada com duvidas Trabalho ou Filhos?, Filhos ou trabalho? Isso me causa um desconforto enorme, adoro meu trabalho mas também sinto que meus filhos precisam mais de mim... e amanhã como será o tempo vai passar e não dei a eles a atenção que precisavam, mas trabalhando posso lhes dar um futuro melhor? não sei!
    Acho que vou retornar a psicóloga, fiz terapia por um tempo e fui muiiiiiiiiiito bom recomendo!
    Hoje sou outra pessoa, deixei muitos problemas para trás, aprendi ver as coisas de outra forma.
    Bom melhor eu ir a psicóloga e não seu blog de divã... falei de mais rs!

    Bom fim de semana!

    Bjos!!!

    ResponderExcluir
  8. Amoree...Tem selinho pra vc la no blog tah?! Beeijos

    ResponderExcluir
  9. tem um selo t esperando aqui

    http://seegratiseuquero.blogspot.com/2010/03/mais-um-selo.html

    bjs, jac

    ResponderExcluir
  10. Como toda minha viajem vistual, comentando nos blogs que acho legais. adorei o seu, passa no meu? *-* Achei muito perfeito, vou ler sempre.
    P.S.: Estou seguindo.

    ResponderExcluir
  11. Espero que visite sempre meu blog, estarei sempre atualizando. E obrigada por retribuir a visita. Boa noite

    ResponderExcluir
  12. Amei seu texto ! *-*'
    parece que saiu de dentro de mim .
    era de pessoas assim com problemas parecidos com o meu que tava precisando encontrar, vou ler sempre. se der vê o meu, to começando agora . :D

    ResponderExcluir
  13. Nossa q historia hein, amei o seu relato, vc foi muito corajosa pois a maioria das pessoas preferem nem ouvir falar sobre o assunto...e bom ler sobre esperiências de vida pois nos torna a par de coisas q as vezes nem temos noção de que é uma doença...bjim Adorei seu blog...

    ResponderExcluir
  14. Olá! Passa no http://marciagrega.blogspot.com, para pegar um Selinho que estou te oferecendo.
    É um award Beautiful Blogger que ganhei e tenho que repassar para 7 blogueiras. Escolhi você.
    Um abraço
    Marineide
    Amanhã tem homenagem no blog para todas as Mulheres.

    ResponderExcluir
  15. oi td bom?
    visitei seu blog e gostei muito dos textos!!!
    bjossss

    ResponderExcluir
  16. Gostei muito do seu texto,na verdade me identifico com seus conflitos.Comecei uma terapia mas não deu muito certo.No começo tudo ía bem mas depois comecei a achar minha psicóloga muito moralista.Agora estou aguardando uma nova avaliação psiquiátrica e uma indicação terapêutica.Sinto muita ansiedade,´carência,depressão e as vezes tenho vontade de morrer.Mas a minha vontade de viver é imensa,sinto q tenho muitas missões a cumprir e vou vencer essa batalha e todas as outras.
    Bjus,seu texto me ajudou muito.

    ResponderExcluir
  17. poxa eu realmente estava precisando ler um texto como esse pois estou passando um momento muito carente,e as vezes tenho medo de não superar

    ResponderExcluir
  18. Estou nesse processo. E tenho fé.

    ResponderExcluir
  19. Eu me vejo como uma pessoa muito carente e insegura e isso esta acabando com o meu relacionamento!
    Estou desesperado porque minha namorada é a essencia da minha vida, a mulher que Deus colocou nos meus sonhos e no meu coração.
    Estou precisando de ajuda, se alguem souber como eu curo esta dor, favor me indicar.

    Grato

    Beto

    ResponderExcluir
  20. Carência afetiva é o que estou passando por hoje. Fui defecada por uma bruxa que até meu casamento conseguiu destruir.
    Se tem cura, não sei mas, ja passei dos 50 anos e espero sair desta merda o mais rápido possível, ja que tentar suicídio por três vezes não deu certo porque tem sempre um imbecíl por perto pra levar a gento ao pronto socorro.

    ResponderExcluir
  21. Olá,
    Desculpa invadir o espaço, mas minha intenção é ajudar. Ao Anônimo que escreveu em 06 de Maio de 2011 as 17:40 e a tantos outros que falaram sobre a vontade de morrer e a carência: Na verdade quando nos falta amor e tentamos buscar em algo ou alguém e mesmo assim não é o suficiente para nos preencher e até mesmo quando olhamos para a nossa vida e não há situação tão perplexa que explique isso e onde entra Deus, que é o único capaz de supri isso, esse espaço vazio nada e ninguém pode preencher porque esse espaço pertence a Deus, onde ele pode morar e alimentar, onde não haverá mais angústia, dor, medo, carência...Por isso vim aqui para dizer que procurem Deus, lembre-se, não é placa, é Deus, não é o homem, é Deus, esse sim é capaz de devolver e dar aquilo que alguém tirou ou que está faltando...Dê oportunidade para Deus. Beijos - Amanda

    ResponderExcluir
  22. Olá,
    Adorei todos os posts e também quero contribuir um pouquinho. Essa questão de carência não é apenas "capricho" como muitas pessoas imaginam. Aqui pude ver pessoas que levam esse assunto realmente a sério. Eu sou uma "carente assumida", e embora pareça um tanto engraçado esse termo, afirmo que isso tem me trazido grandes transtornos até hoje, principalmente quando falamos em relacionamentos. Nunca me sinto completa ao lado de alguém. Já perdi muitos companheiros maravilhosos e amigos devido a minha carência excessiva. Busco ajuda e faço de tudo para superar este problema, mas até hoje não obtive nenhum resultado positivo :-( Sinto-me cada vez mais isolada e infeliz. Não aguento mais perder as pessoas que eu amo. Uffa, como é bom desabafar!!!
    Beijo a todas e ótima semana!

    ResponderExcluir

Ocorreu um erro neste gadget